Você não possui cadastro?

Cadastrar
Curso de Aperfeiçoamento, Qualificação, e Certificação Profissional

A internet das coisas (IoT): do conceito à aplicação nas áreas da engenharia de produção

IoT na Engenharia de Produção - Módulo 3: Gestão de Projetos de Internet das Coisas (IoT)

Este módulo 3 do Curso de IoT na Engenharia de Produção o levará a conhecer e saber utilizar as técnicas e ferramentas para a Gestão de Processos Produtivos da Engenharia de Produção. Destacam-se o Mapeamento e Modelagem de Processos, bem como a Simulação nos Sistemas Produtivos.

160h
R$ 3.800,00
Tenho Interesse

Objetivo do módulo

Os objetivos deste curso de Internet das Coisas (IoT) estão alinhados com o propósito estabelecido na mensagem da Coordenação da Comissão Nacional de Implantação das Diretrizes Curriculares Nacionais para as engenharias, preconizada pelo Conselho Nacional de Educação (CNE),  Confederação Nacional da Indústria (CNI), Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (CONFEA) e Associação Brasileira de Educação em Engenharia (ABENGE): “O mundo vive um período de profundas transformações. A nova onda tecnológica marcada pela emergência das tecnologias digitais, como automação, inteligência artificial e big data, impacta os diferentes setores, da agricultura à indústria, alterando em larga medida a maneira como se produz, como se organizam as cadeias de valor, como se comercializa e, igualmente, a forma como as pessoas vivem e se relacionam umas com as outras. O ritmo acelerado com que essas tecnologias avançam exige das empresas uma rápida capacidade de resposta, pois seu poder de concorrência e, consequentemente, o potencial competitivo de toda a economia dependem disso. As oportunidades para melhorar o desempenho inovativo e competitivo da economia brasileira e de diminuir a distância que nos separa dos países mais avançados passa, portanto, pelas escolas da educação básica a superior”.

Recursos metodológicos

Os cursos do E2D500 adotam um inovador modelo metodológico de aprendizagem ativa que é baseado em três pilares principais: a busca pelo conhecimento, a aprendizagem colaborativa e cooperativa, e o aprender-fazendo.

O capacitar-se na busca pelo conhecimento leva o estudante a estar habilitado a desenvolver-se tecnicamente e a ter uma percepção aguçada  das inovações em sua área de trabalho. O capacitar-se na aprendizagem colaborativa e cooperativa desenvolve no estudante as habilidades sociocomportamentais (soft skills) que atualmente – e cada vez mais – são exigíveis para o moderno mundo do trabalho, em que é preciso saber trabalhar em equipe, além de apresentar criatividade, boa comunicação verbal, objetividade e liderança. O aprender-fazendo desenvolve no estudante a percepção da efetiva e profissional integração da teoria com a prática, habilitando-o a ter percepção das necessidades do ambiente em que vive e usar as abordagens do Design Thinking para desenvolver produtos e processos criativos e inovadores.

Com duração de um ano, o curso é baseado no modelo de Aprendizagem Digital. Em cada disciplina, o(a) aluno(a) é avaliado tanto por sua atuação individual quanto por sua participação nos trabalhos desenvolvidos em grupo, em que é avaliado(a) pelo resultado final do trabalho e por seu desempenho individual. Na avaliação individual, por sua vez, é considerada a sua postura colaborativa e proativa em grupo.

Público-alvo

Profissionais e estudantes interessados em capacitação ou atualização em Internet das Coisas (IoT) aplicada à Engenharia de Produção e que estão em busca de uma melhor colocação profissional em sua jornada rumo ao novo mercado de trabalho 4.0.

Exigências técnicas

Para a participação no Curso de IoT na Engenharia de Produção será necessário dispor de conexão à internet com equipamento e banda de comunicação suficientes para participar ativamente com áudio e vídeo nos eventos ao vivo (live) e nas demais interações.

Conteúdo do módulo

Serão abordados os principais itens de implantação e operação de aplicações IoT especificamente nas áreas de gestão de processos produtivos da Engenharia de Produção.

D1-M3 – Mapeamento e modelagem de processo: 

  • Mapeamento 

  • Procedimentos

  • Cronometragem

  • Avaliação crítica do sistema produtivo

 

Os grupos selecionam um processo de média complexidade para aplicar as técnicas. A entrega da disciplina é o modelo com a identificação das perdas e desperdícios e das oportunidades de melhoria.

 

D2-M3 – Criando uma simulação no ambiente dos sistemas produtivos da Engenharia de Produção: 

  • Tipos de simulação e trade-off  

  • Coleta e análise de dados 

  • Inferência: Estatística 

  • Simulação

 

Tipos de simulação: Simulação de eventos discretos 

  • Trade-off: Questão custo operacional x custo de filas Modelos de teoria de filas: M/M/1, M/M/s, Redes de Filas => experimentação no FlexSim, como realizar o reconhecimento de gargalos, métricas dos modelos de teoria de filas, validação de modelos de simulação via modelos de teoria de filas. Métricas no dashboard para modificação do sistema. Análise de cenários com a simulação. Conexão: como obter as taxas de chegada e processamento?
     

  • Coleta e análise de dados: Para dados coletados fazer: Estatística: box-plot->outlier: problemas relacionados com o outlier; gráfico de dispersão->independência: problemas na validação com modelo de teoria de filas => como obter o gráfico de distribuição de probabilidade? histograma->distribuição dos dados => quais são os tipos de curvas estatísticas? Como realizar testes de aderência? Conexão: como utilizar as funções estatísticas no FlexSim? Qual o impacto de ser utilizar uma média x uma distribuição exponencial? Filas ou não?
     

  • Inferência: Estatística: teste de hipóteses e análise de aderência. Uso de triangular para etapas sem monitoramento ou para os quais não existem dados suficientes para gerar uma estatística. Escolha de curvas e validação com os dados de saída do simulador com dados fornecidos. Teste de hipóteses e teste de Turing.  Conexão: Como construir vários tipos de simulação? Explorando os vários ambientes e ferramentas do FlexSim? Usar princípio 80/20 de elementos de simulação.
     

  • Simulação: Simular: mundo virtual: fábricas, cds, portos, mercados; Conexão: quais são as possibilidades do FlexSim?

 

D3-M3 – Aplicações de IoT em Sistemas Produtivos Sensores para monitoramento de equipamentos fixos:

  • Produção: observação de um processo de transformação real antes e depois da implantação de IoT

  • Logística (e/ou movimentação interna de materiais): observação de um processo de logística real antes e depois da implantação de IoT

  • Cadeia de suprimentos: observação de um processo da cadeia de suprimentos real antes e depois da implantação de IoT

  • Servitização e consumidor final: observação de um processo de serviço real prestado ao consumidor final antes e depois da implantação de IoT.

Certificado

A destacada Certificação E2D500 será concedida ao estudante que for aprovado: Certificado de Atualização em Gestão de Projetos de IoT aplicados à Engenharia de Produção

Condições para matrícula

Os três módulos do curso devem ser cursados em sequência, sendo o módulo 1 pré-requisito para o módulo 2, e os módulos 1 e 2 pré-requisitos para o módulo 3.

Para efetuar a matrícula neste módulo é necessário:

● Ser maior de 18 anos.

● Possuir CPF válido.

● Cadastrar-se no Portal E2D500.

● Preencher os dados pessoais.

● Escolher o Polo das atividades presenciais.

● Indicar a concordância e o aceite quanto ao Termo de Compromisso.

● Proceder ao pagamento.

● Ter sido aprovado nos Módulos 1 e 2, ou comprovar proficiência nas áreas.

Você receberá informações de confirmação de pagamento e matrícula em seu e-mail.

Garanta sua vaga e seu lugar no mercado!

R$ 3.800,00
Tenho Interesse